segunda-feira, Abril 2

"Bangalijst"


Vai na Holanda uma agitação, porque desde há tempos, com o título de Bangalijst (Lista de fodilhonas) circulam na Internet listas em que a rapaziada do secundário faz saber, com nome,  sobrenome e alcunha, quem são as colegas mais despachadas na arte, as que o dão por gosto, o tarifário das que querem dinheiro.
Iam-se fechando os olhos, ao fim e ao cabo as brincadeiras pouco duram, mas duas semanas atrás uma garota de treze anos suicidou-se depois de ver o seu nome numa lista, e a brincadeira tornou-se notícia. Entrou então a gente da Moral, da Polícia, da Justiça, o coro dos pais aflitos, o dos directores de escolas, aos berros de que é urgente pôr fim à bandalheira, levar a tribunal, se for preciso prender os maldosos.
E as maldosas. Porque não são só os rapazes a fazer listas, fazem-nas também as meninas que, sabidas no anonimato da Internet, e rabiosas por ciúmes, invejas, sabe-se lá que mais, descobriram uma muito eficiente  forma de Bullying e difamação.
Como tudo evolui, as possibilidades são sem conta, e a rapaziada depressa se aborrece,  preparem-se as famílias, não só na Holanda, para evolução da crónica escandalosa.