sexta-feira, agosto 26

Geert Wilders - promessas

(Clique)

A Holanda acordou hoje assustada, e talvez intimamente dividida entre a crença e a descrença: Geert Wilders apresentou o programa do seu Partij voor Vrijheid (Partido para a Liberdade) para as próximas eleições. Tem por título: "A Holanda de novo nossa" e cabe numa folha A4. A tradução é livre, o original pode ser consultado aqui:

1    1. "Desislamizar" a Holanda.
           Nem um só refugiado mais ou imigrantes de países islâmicos: fronteiras fechadas.
     Retirar as licenças de permanência concedidas aos refugiados por um certo período.     
 Encerramento de todos os centros de acolhimento de refugiados.
     Proibir o lenço de cabeça durante o desempenho de funções públicas.
     Proibição das restantes manifestações de islamismo que sejam contrárias à ordem pública.
     Detenção preventiva de islamitas radicais.
     Perda de nacionalidade e expulsão de criminosos com dupla nacionalidade.
     Proibir o retorno à Holanda dos (cidadãos) que foram lutar na Síria.
     Encerrar todas as mesquitas e escolas islamitas, e proibir o Corão.
       2.  Tornar a Holanda de novo independente. Portanto, fora da UE.
       3.  Democracia directa: introdução de referendos vinculantes, dando o poder aos cidadãos.
       4.  Eliminação total do forfait nos seguros de doença.
       5.  Diminuição dos aluguéis.
       6.  Reforma aos 65 anos, mas com indexação da reforma complementar.                                  

       7.  Terminar o apoio aos países do Terceiro Mundo; terminar os subsídios à                           

            energia eólica, às artes, à inovações, às emissoras, etc.
       8.  Pôr fim às reduções de custos nos cuidados domésticos, na assistência

            aos idosos, mais pessoal nos hospitais.
       9.  Grande aumento dos fundos para a Defesa e a Polícia.
      10.  Diminuição do imposto sobre o rendimento.
       11. Corte para metade do imposto sobre veículos motorizados.