sábado, Maio 1

Sofrimento

Sofrimento? Da nascença à cova recebemos todos a parte que nos cabe. E como a dor não se mede nem pesa, de nada adianta o "tenho sofrido muito" que alguns debitam como se por isso merecessem medalha.

Há depois, pelo menos para mim, aquele incómodo que causa o estendal público do sofrimento. Sofre você por ser homossexual, por não ser homossexual, por ter borbulhas, porque não conhece a Tailândia, se sente mal na companhia da sogra, detesta o marido e as posições do Kama Sutra que ele, ventrudo, desajeitadamente apetece? Pelo amor de Deus! Poupe ao semelhante as suas queixas, não vá com elas à televisão nem aos jornais. Cale-se. Engula. Aguente. E se o não consegue confesse-se ao padre. Só a ele.