segunda-feira, Outubro 6

Edison e os doze anões

(clique para aumentar)

Thomas Edison (1847-1931) o homem da lâmpada incandescente, do fonógrafo, etc..., tinha, além da “pancada” de inventor, outras e curiosas “pancadas”, como por exemplo esta, copiada de um dos seus diários:

“We do not remember. A certain group of our little people do this for us. They live in that part of the brain which has become known as the ‘fold of Broca’...There may be twelve or fifteen shifts that change about and are on duty at different times like men in a factory... Therefore it seems likely that remembering a thing is all a matter of getting in touch with the shift that was on duty when the recording was done.” (*)

Seja como for, pelo muito que nos deixou de bom grado se esquece a tontaria. Além disso tinha uma bela caligrafia e sentido de humor.

-------------------------

(*) “Nós não recordamos. Um certo grupo dos nossos homúnculos é que cuida disso. Eles habitam aquela parte do cérebro conhecida agora como ‘área de Broca,’... Haverá entre doze e quinze turnos que se revesam e estão de serviço em momentos diferentes, como os operários numa fábrica... Por conseguinte, parece provável que o recordar qualquer coisa seja apenas questão de entrar em contacto com o turno que estava de serviço quando a gravação foi feita.”